Dólar cai e volta a R$ 3,20 com exterior

Leia Mais

+55 (41) 3223.2828

Taxas de Câmbio

Dólar sobe e passa de R$ 3,27, de olho na queda dos mercados internacionais

O dólar iniciou a terça-feira (6) em alta ante o real, ajustando-se ao nervosismo que derrubou os mercados acionários externos na véspera em meio à perspectiva de maior aperto monetário nos Estados Unidos.

Perto das 9h50, o dólar subia 0,82%, a R$ 3,273 na venda, depois de subir 0,99% na véspera, a R$ 3,2467.

O Banco Central inicia nesta terça-feira a rolagem do vencimento de março de swap cambial tradicional --equivalente à venda futura de dólares. Fará leilão de até 9.500 contratos e, se mantido esse volume até o final do mês, rolará integralmente o total de US$ 6,154 bilhões. O estoque total de swap cambial tradicional nas mãos do BC é de US$ 23,796 bilhões.

 

Reflexo dos Estados Unidos

 

Os mercados financeiros reagem a uma eventual alta dos juros nos EUA, que afeta negativamente as bolsas de valores.

Na segunda, os títulos públicos americanos com vencimento em 10 anos, os chamados Treasuries, tiveram uma alta de juros e atingiram o maior valor desde janeiro de 2014.

O pessimismo no mercado financeiro americano também influenciou as bolsas internacionais e a cotação do dólar frente às demais moedas. A Bovespa fechou em queda de 2,59%, enquanto o dólar subiu 0,99% frente ao real.

O mercado financeiro internacional reflete ainda os dados divulgados na sexta (2) passada, que mostram que os salários avançaram 2,9% em janeiro, na comparação com o ano anterior, a maior alta em um ano registrada em 9 anos.

Esse número pode indicar que as pressões inflacionárias estão mais fortes nos EUA e influenciar as futuras decisões do Federal Reserve (Fed, o BC dos EUA) sobre a taxa de juros americana.

Fonte: https://g1.globo.com/economia/noticia/cotacao-de-06-02-18.ghtml